Rototom Sunsplash

294594_10151153139301122_496492856_n

Você já ouviu falar do Rototom Sunsplash? E de Benicassim?  Não? Bom, então vamos lá.

Benicassim é um pueblo espanhol bem pequeno, a aproximadamente 2h30m de Barcelona (264km), não tem nem 20 mil habitantes e é um local pacato e de praias calmas.

Mas esse “pueblito” possui um espaço perfeito para realização de grandes eventos. E la rolam vários por ano, de diversos temas e estilos musicais. Eu particularmente só me interessei por um: o Rototom Sunsplash.

540318_10151151608596122_2024796630_n

Idealizado e realizado por muitos anos na Itália, o festival é 100% Reggae. O maior festival do mundo hoje, sem dúvidas. Além do palco principal, o festival conta com outros 4, 5 palcos menores, com apresentações simultâneas, área para alimentação, descanso, banheiros, Camping, cozinha, duchas, estacionamento e por ai vai.

No segundo semestre de 2014 será realizada a 21 edição.

578746_10151151611746122_2115747817_n

484426_10151151614881122_115151092_n

400458_10151151616041122_1883392280_n

Diz a lenda que o evento teve que sair da Itália porque a “polizia” tava dificultando o acesso dos adoradores da erva do Bob, e que por diversas vezes muitos músicos não conseguiram chegar aos seus respectivos shows porque foram detidos antes. Dizem que o cantor italiano residente na Jamaica Alboroise foi um deles. Por motivos assim o festival migrou para a Espanha, e encontrou em

Benicassim seu paraíso. Foi o casamento perfeito.

603468_10151151613296122_1695048931_n

551883_10151151615361122_1873674062_n

O festival naquele ano que fui durou 7 dias, dos quais fui em 5. Alugamos um carro e lá fomos: eu, uma amiga brasileira (Thais) e duas francesas (Momo e Juanita). Lá acampamos num espaço monstroooooo de imenso, com uma estrutura muito boa: banheiros coletivos (abertos e unissex), cozinha, sombra, mercado, central de atendimento e por ai vai.

 

390867_10151153140131122_168794429_n
Imagino que umas 10, 15 mil pessoas acampavam ali. Uma verdadeira cidade, a ROTOTOWN. Toda comunicação e sinalização dos espaços do evento eram em italiano. Pessoas do mundo inteiro reunidas pelo amor ao reggae. Foi lindooooo..

No terceiro dia nosso acampamento ja tinha quase 10 pessoas. “La Famiglia”. Um ambiente acolhedor, pessoas simpáticas e de positive vibrantion. Nunca havia presenciado algo nesta intensidade…Eu ficava refletindo: Um festival com 20 anos de “idade” e eu só o conheci agora?? Pecado isso…me sentia em casa sabe? Falava com o povo em tudo que é língua (ou tentava), mas naquela vibe o idioma era a paz e o amor…hehe

527024_10151153139631122_1058200317_n

Enfim, no ano que fui (2012), acontecia a 19 edição, comemorativa dos 50 anos do reggae.

Mas eai? falou falou de reggae e a música? o LineUp? Hahaha, da uma olhada no resumo do que assisti por lá:

The Congos, Max Romeo, Barrington Levy, Steel Pulse, Marcia Griffiths, Kymani Marley, Andrew Tosh & Ruff Cut, Tanya Stephens, Jah Shaka, Zion Train, Alpha Blondy, Michael Rose, Alboroise, Freddie McGregor, Raging Fyah, Pablo Mpsés, Etana, Mighty Diamonds, Derrick Morgan, Beres Hammond, Morgan Heritage, Beenie Man, Jah Mason, Muchachito Bombo Infierno, Sista Aisha, King Hammond, Bitty MClean, The Gramophone All Stars, Cultura Profética, Johnny Osbourne, Wailing Souls entre outros.

561702_10151151612471122_1964575981_n

377047_10151151612171122_1053364474_n

Em cinco dias apenas consegui assistir diversos monstros internacionais do reggae que sempre sonhei. Bandas que eu levaria anos, décadas para assistir no Brasil, e olhe la. O preço? 120,00 euros, os 5 dias, com o Camping já incluso…Pra mim foi de graça.

A energia do lugar, das pessoas era contagiante sabe? Parecia Woodstock regueira. Mas ao mesmo tempo tinha uma pegada natural, saudável. Só rango vegetariano, comidas exóticas e naturebas. Juro, é a Meca reggueira, rastafariana. Até matei minha saudade do Brasil por lá, pois depois de um ano consegui tomar um caldo de cana. Quase chorei, kkkkkkkk

553760_10151151614076122_276431450_n

551768_10151151614986122_1302238038_n

551016_10151151612861122_1228732868_n

540450_10151151614331122_1526057414_n

Relembrar o festival me faz voltar no tempo, fecho os olhos e me vejo nos shows. Sem dúvida uma semana inesquecível.

Prometi a mim mesmo que todo ano consideraria voltar, analisaria minha condição financeira e me programaria profissionalmente para ter este tempo só pra mim e meus sonhos: Viver numa cidade onde as pessoas, a musica e a comida são suas únicas prioridades.

O próximo, o sorriso e a energia envolvida era o dinheiro daquele local..ROTOTOWN….

386917_10151151608946122_2002949441_n

 

Saiba mais sobre o evento:

http://www.rototomsunsplash.com/pt/

http://www.rototom.tv/en

Estádio Camp Nou

564255_10151174457696122_751491859_n

Carrer de Torns, estação Badal da Linha-5, Azul do metrô. Esse era meu endereço em Barcelona. Exatos 650m do estádio CampNou, 8 minutos caminhando, calculados pelo GoogleMaps.

Perto né? Mesmo assim haviam outras três ou quatro estações de metro mais próximas do estádio do que a “minha Badal”.
Dificil de acreditar né? Bizarro o sistema de metrô de lá. Sem comparação. O estádio é cercado de estações, da pra escolher em qual descer.

408194_10151174455776122_923837338_n

 

Mas esse vizinho famoso demorou para receber minha ilustre e única visita. Morei um tempão ali e acreditem, só fui no jogo uma única vez: Barcelona X Valencia,  jogo que Iniesta recebeu o premio de melhor jogador europeu.

393564_10151174459166122_1112968085_n
Fiquei procurando companhia um tempão, além de que sempre preferia viajar ou me reunir com os amigos para ver os jogos em algum bar, afinal ir sozinho é um porre né.

Mas claro, quando minha volta ao Brasil estava próxima não tive escolha: comprei pela internet um ingresso (66,00 euros se não me engano) e fui sozinho. O ingresso dava direito a sentar no assento mais longe possível do campo, e mesmo assim foi espetacular, visão perfeita, privilegiada, além da organização do evento, limpeza, educação da galera, os mosaicos lindos feitos pela torcida entre outros.

barcelona2 mosaico

Falando em torcida, uma coisa me chamou a atenção no estádio: o Barcelona lança uma nova camisa do time por temporada. Quando eu morava lá, eles tinham acabado de
lançar a modelo 2012, meio laranja, meio amarela. Eu havia comprado a de 2011, preta, linda inclusive, e fui no jogo com ela. Só que 98% dos torcedores vestiam a
camisa de 2012, a do ano. Ninguém vai com camisas de temporadas NINGUÉM, só os turistas acho, como eu hehe. Talvez seja uma forma de ajudar o clube e mostrar seu amor pelo mesmo colecionando todas os modelos lançados, e por ai vai. Entendo bem …

Admirei essa relação clube-torcida e não a toa que o Barça naquele ano teve um faturamento de 483 milhões de euros. Só ficando atrás do “Rival Madrid”.
Impressionante a grana desses dois clubes. Muita grana mesmo….

292088_10151174457201122_933252426_n

*Time feminino do barcelona recebe medalha.

 

387057_10151174455516122_648940411_n

Bom, o jogo né: Foi aquela partida estilo Barça mesmo, com 115% de posse de bola, onde o adversário nem ve a cor da bola. No começo parecia o início de um show. Mas dei azar, gol mesmo só vi um, do lateral brasileiro Adriano (que tá lá até hoje inclusive). O resto foi quase gol ali, quase gol aqui, dribles bonitos e só.

603507_10151174456981122_2015741906_n

405827_10151174459266122_624105793_n

564721_10151174459696122_692826613_n

*Foto do momento do gol (Clique e veja no Youtube)

547132_10151174458701122_982335128_n

Mas valeu, foi incrível “pirar” naquela multidão de catalães orgulhosos de sua “seleção nacional”…. Foram 90 minutos especiais.
Na volta pra casa ninguém sai do estádio em bando, gritando musicas violentas, ou cantando alto só para perturbar os outros.

Raramente rola excessos, mas claro, rola. Em comemorações de títulos importantes ou qualquer vitória (mesmo par ou ímpar) contra o Real Madrid a torcida faz a festa mesmo. Acho bem justo até. Mas nao vi nem soube de ninguém se matando, se ferindo, assustando famílias ou as desrespeitando.

E isso foi de tirar o chapéu.

386792_10151174460936122_362301419_n

543598_10151174461186122_792219601_n

304957_10151174456081122_1032145294_n

Barça! Més que un club!

 

Arco do Triunfo e Parque Cuitadella

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Em casa de ferreiro o espeto é de pau.

Foi a primeira frase que me veio a cabeça quando percebi que não havia nenhum post sobre Barcelona neste site.

caiodandrea

Minha fraca justificativa é: Não sabia por onde começar, são tantos lugares, tantas fotos, casos.. Só para achar as fotos das inúmeras vezes que fui nestes lugares específicos e escolher as melhores para postar já da trabalho.

Sagrada Família, Parque Güell, Arco do Triunfo, MACBA, Fórum, Ramblas, Plaza de Toros, Grácia, Barceloneta, o estadio do Barça e por ai vai.. tenho a impressão que jamais escreverei sobre todos estes lugares da maneira que merecem..

Enfim, hoje decidi começar a saga de escrever sobre minha cidade-sede na Europa. E o primeiro post não poderia ser dedicado a outro local: Arco do Triunfo e Parque Ciutadella.

Foi um dos primeiros lugares turísticos que conheci na cidade, e mal sabia que passaria por tantas coisas por lá: festas de aniversário, chegadas e partidas de amigos com direito a piquenique no parque Ciutadella, sessões e sessões de skate no passeio do Arco do Triunfo, shows irados, comilanças mortais no Wok e até manifestações (claro) presenciei lá…

Barcelona é maravilhosa, inteira.. O Arco do Triunfo é apenas uma das diversas atrações turísticas existentes, mas particularmente considero-o especial.

Construído em 1888, foi desenhado pelo arquiteto Josep Vilaseca e decorado com esculturas de diversos artistas.
O que me atrai mais é que não tem uma cara militar, fria, como muitos outros Arcos existentes. Ele é lindo, tanto de dia quanto de noite…

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Foi construído como porta de entrada da “Exposição Universal de Barcelona” daquele ano, que foi no Parque Ciutadella, e para chegar lá você entrava pelo Arco, descia todo o passeio e entrava no Parque (aproximadamente 450 metros).
Curiosamente o mesmo caminho que eu e milhares de pessoas fazíamos quando íamos nos divertir por lá, sempre.

 

SONY DSC

 

E existe ali diversas atrações, grupos se reúnem, skatistas, patinadores, casais, ciclistas, corredores e eles, os mais Styles de todos: os velhinhos da Bocha… Da uma olhada nos figuras.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Eu perdia horas acompanhando os jogos, kkkkk Rolavam discussões (que em catalão sempre pareciam mais sérias, rsrs), diversão pura, com muita elegância, da pra perceber acho..

O Parque Ciutadella por sua vez é maravilhoso e foi, durante muitos anos, o único parque de Barcelona.
Foi construído no terreno de uma antiga fortaleza da cidade, reproduzindo o Jardim de Luxemburgo de Paris. Hoje ele abriga o antigo arsenal da cidade, sede atual do Parlamento da Cataluna, além de ser vizinho do Zoo de Barcelona.

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

SONY DSC

SONY DSC

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Nos fins de semana o parque lota de pessoas buscando exercitar-se, ou apenas reunir-se com amigos para pegar um sol (para muitos os parques são mais acessíveis pois consegue-se ir e vir mais rápido do que as praias, dependendo dos compromissos de cada um, claro. Eu sempre alternava, praia e parques..hehe

Mas lá era para nós um local de despedidas, chegadas e celebrações, das mais diversas.

 

314235_10151184063511122_464318187_n

421750_10151184064096122_372160303_n

560349_10151184063831122_1212034349_n

 

 

Sempre que rolava um motivo qualquer corríamos para os gramados aconchegantes do parque.

Cada um comprava uma coisa, pão, queijos, rámon, cerveja, refrigerante, frutas, geleias, vinho e por ai vai.. No final era um banquete de brilhar os olhos…

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

Só de escrever da saudades. Espero que tenham ficado com vontade de passear por lá também, como eu fiquei agora.

Basta um pouco de sol para seu role valer a pena.

 

* O próximo post será sobre minha ida ao jogo do Barça (eu era vizinho do estádio na verdade), e como o brasileiro e lateral esquerdo Adriano salvou minha noite, marcando o único gol daquele Jogo. hehe!!!

Adéu!!

 

 

 

Tagged , ,

O mico no metrô de praga.. e outras dicas.

Praga é uma cidade mágica. A primeira vez que estive lá eu simplesmente não conseguia acreditar em tanto charme junto.
Fiquei encantada, e lembro que na época publiquei uma foto minha com a legenda: Procurando casa para mudar JÁ!

É uma cidade pequena. Você não vai precisar de mais que 3 dias lá. Dá pra fazer tudo correndo em 2. Eu preferi ficar 4 e descansar um pouco.

Independente de quantos dias você escolha ficar, vá ao relógio astronômico logo de cara. É o monumento mais importante da cidade e partindo dele você conseguirá ir a pé para vários lugares.

 

praga12

praga9
Ali na praça você também poderá subir na torre para uma linda da vista da cidade e recomendo um lanchinho por ali mesmo antes do resto do passeio.

praga4
Mas não fique comendo besteiras. Aproveite que a cidade é barata e a comida muito melhor do que em outras cidades da Europa e abuse dos restaurantes. Experimente um goulash, super típico e bem gostoso!

praga6

 

Andando você encontrará os lugares que precisa visitar como a praça Wenceslas, o bairro judeu, a Charles Bridge, o Convento de Strahov e o Castelo de Praga.

praga11 praga10

O Castelo é mais afastadinho. E é uma caminhadinha. Por isso se você não gostar muito de andar (em ladeiras principalmente) se programe antes de ir e olhe algumas dicas aqui de como chegar.

 

praga2
Ah, o castelo e o relógio merecem uma segunda visita a noite. Eles ficam lindos iluminados!!

praga8

Praga ainda tem uma grande herança comunista. Uma boa forma de visualizar isso é passear pelo Museu do Comunismo. Esse museu é um daqueles que a gente não perde muito tempo e é bacana para levar crianças porque ele é uma remontagem dos tempos comunistas. Eles recriaram ambientes daquela época (que na verdade nem é tão distante assim). Gostei muito! Rapidinho e educativo.

praga7

 

Porém se você está procurando um museu de verdade, então o Museu a se visitar é o Museu Nacional de Praga! Infelizmente eu não posso falar nada sobre ele. Dei azar de encontrá-lo fechado nas duas vezes que tentei visitá-lo :( !

praga13

Mas se você cansou de visitar museus então é só passear e se perder pelas ruas da cidade. Preste atenção na arquitetura, eu juro que você ficará impressionado com os detalhes.

praga1

Outra coisa bacana de se fazer é procurar as exposições em cartaz. Quando fomos pela última vez haviam muitas exposições de arte moderna que amamos visitar.

 

praga5
Agora quero contar uma história ridícula que aconteceu durante a minha viagem mas que vale de lição:

O metrô de praga é ótimo e você irá perceber que não existe nada que te impeça de entrar, mesmo sem o bilhete.
Eu achei que era péssima ideia fazer isso, mas a pessoa que estava comigo (que pediu para não dizer o nome de vergonha – mas aparece em várias fotos acima) achou que valia a pena arriscar. Andamos uns três dias para lá e para cá sem pagar nada. Até que estávamos voltando de um passeio a noite, entramos no metrô como sempre fazíamos e um homem parou na minha frente e deu um grito que quase caí para trás.

Ele estava pedindo para ver meu bilhete. Eu tentei de tudo. Tentei fingir que não entendia. Tentei falar bem rápido, em português mesmo, para o homem ficar confuso e me deixar em paz.. mas nada adiantou. Ele disse que se nós não mostrássemos o bilhete nós iríamos para a polícia.

Aí eu olhei pra ele e falei: nem te conheço, não vou pra lugar nenhum com você não!!!
Aí ele nos arrastou até um quadro pregado na parede e me mostrou que havia um número lá que indicava o número dos fiscais. Ele tirou do bolso uma carteirinha de fiscal com o mesmo código.
Aí eu apelei para o discurso do “estou sem dinheiro, não posso fazer nada”. O “fiscal” então nos levou para um caixa eletrônico bem do lado da estação e mais uma vez disse que se não pagássemos iríamos para a delegacia. FOM FOM FOM FOM!

Não teve jeito. Pagamos uma taxa absurda e gastamos muito mais do que se tivéssemos pago os bilhetes normalmente. Ainda assim, me pergunto até hoje se não era golpe dele.. Mas de um jeito ou de outro, passamos o resto da viagem rindo do grito que esse rapaz nos deu. E no fim das contas, valeu a história.

Mas depois disso pagamos nossos bilhetes direitinho e pagamos, inclusive, o bilhete da mala na hora de ir embora. Sim, mala também compra bilhete.

 

Tagged , , , , , , , , , ,

O melhor restaurante que fui na Itália é francês!!!

Lucca é uma mini cidade, mas bem gostosinha!! Tem lojas legais, é charmosinha.. mas só tem uma coisa que me faz pensar em voltar lá.

O restaurante do Luis.

Eu e o Renato ficamos em Lucca só por um dia e meio. Lá não entram carros, a menos que você tenha permissão para isso (se decidir entrar, o seu carro será notado pelos radares e você receberá uma multa). Passeamos a cidade inteirininha.. e na hora do almoço escolhemos aleatoriamente um bistrot que achamos bonitinho.

luccarest11

Quando sentei a minha alegria foi ao ver algo no cardápio que parecia molho branco. Nós já estávamos na Itália há muitos dias e eu estava frustrada com a descoberta de que os italianos simplesmente não comem molho branco!! Eu amo molho branco!!

Então, quando peguei o cardápio, não aguentei de alegria! Era uma massa com molho de queijo e frutas.. frutas?

luccarest9

Chamei o garçom. O garçom era o Luis, um dos donos do restaurante. Ele me explicou que eram pedaços de frutas mesmo, como banana, maçã..
Achei esquisito e resolvi escolher outra coisa. Pedi pra ele que me ajudasse a escolher o prato do Renato, já que ele não come nada de verdura, ou legumes.. enfim, não come nada! O Luis ficou passado! Não acreditou!! Mas resolveu fazer uma massa ao Ragú só pro Re (ragú é algo como a nossa bolonhesa). Como se não bastasse o Renato pediu uma Coca-Cola, aí o Luis quase enfartou, hahahahaha! Mas ele era muito engraçado! Falava tudo com muito respeito, mesmo zoando o meu marido.

Quando os pratos chegaram, estava claro que havia valido a pena. O atendimento era ótimo e a comida incrível.
Nesse meio tempo, duas meninas sentaram ao nosso lado e nos perguntaram o que o Re estava comendo, e pediram pro Luis fazer igual para elas. Hahaha ele deveria incluir o ragú no cardápio.

Gastamos €47 lá.

Tomamos a sobremesa ali perto, e não foi uma decisão inteligente. O sorvete foi caro, ruim e vinha pouco.

luccarest7

A noite, acredite, resolvemos voltar no bistrot e jantar no mesmo lugar :) !
O Luis ainda estava lá e ficou feliz em nos ver. O Renato pediu o mesmo prato e resolvi arriscar a massa com molho de queijo e frutas.

luccarest1

luccarest2

FOI A MELHOR REFEIÇÃO QUE EU FIZ NA ITÁLIA!!!!

Eu ameeeeeeei a minha massa! Até o Renato que não mistura frutas com comida, porque como eu disse ele é bem chato pra comer, provou e amou!

Eu super recomendo!!!

O Luis começou a chamar o Renato de menino do pão, e ficou abastecendo a nossa mesa com pães o tempo todo. Pedimos um mousse de chocolate de sobremesa que também estava excelente. E ainda ganhamos drinks de despedida!!

luccarest5

 

luccarest6

Gastamos €75,00 no jantar. Valeu cada centavo!!!

luccarest4

luccarest3

Se você for ficar em Lucca, você DEVE ir ao Paris Boheme Bistrot, se você estiver indo para alguma cidade por perto e puder fazer uma parada pelo menos para comer, vale a pena!!

Porque o melhor restaurante na Itália (que eu conheci) é francês, e fica em Lucca.

luccaresst5

 

Vai lá:

Site: Paris Bohéme Lucca
Facebook: Paris Boheme bistrot Lucca
Endereço: Piazza Cittadella 6, 55100 Lucca, Italy

 

Beijos, Gabi

 

 

 

Tagged , , , , , , , , ,

Agitada Dublin!

Como já citei algumas vezes aqui, passei 3 meses “mochilando” na Europa antes de estabelecer moradia fixa em Barcelona por mais 9 meses.. Quando meu mochilão estava para acabar voltei pra Barcelona e tentei achar um apartamento. Como não achei nada em 3 dias resolvi estender o mochilão até Dublin, na Irlanda, pois 2 amigos da época do colegial no Mackenzie moravam lá e me ofereceram abrigo, Giba e Lucão. (valeu parceiros, DE NOVO), além de outra amiga também residir por lá.

dublin7

 

dublin8

Fiquei poucos dias em Dublin, mas confesso que foi muito intenso. Eu não sabia que iria encontrar tantos brasileiros morando por lá. Depois, pensando melhor fica óbvio. Para onde os brasileiros podem ir pra aprender ingles? Londres? muito caro. Austrália? É do outro lado do mundo e não há tantos países vizinhos para visitar e passear como a Europa… Ou seja, sobra Dublin.. Lá pode-se até trabalhar enquanto estuda, além de que é balada de segunda a segunda… Sem exceção.. Lá os bares não cobram entrada, você só paga o que consumir, e a água, companheiro, é grátis.

O frio e a balada diária grátis fazem dessa cidade um verdadeiro inferno, no bom sentido. Não há dia para beber, todo dia é dia. Vi cada coisa!! Bêbados jogados na sarjeta em plena segunda-feira, já as 19hs.. Sabe? Exagero é pouco…rs

dublin2

dublin6

 

 

dublin5

E lá passei por uma situação que provavelmente nunca mais acontecerá de novo.

Estava em uma festa só de brasileiros, quando um maluco vira pra mim e fala:
Maluco: Você é Palmeirense né?
Eu: Sim, claro. Com muito orgulho, por quê?
Maluco: Você mora na Pompéia e é amigo do Chepa?
Eu: Sim…(caraca, já tava em choque)
Maluco: Eu te conheço, já fomos ao estádio juntos, inclusive você está no vídeo oficial da Globo no Youtube, que fala sobre a conquista da Libertadores de 1999.. sabia?
Eu: Que? Eu? Ah vá…

dublin1

Não acreditei, mas era verdade… O mano sabia exatamente quem eu era e onde eu estava na final da libertadores, 15 anos atrás… Isso do outro lado do Planeta….
Nessas horas que a gente percebe o quanto o mundo é pequeno!! E como tem pessoas com boa memória..rs

 

 

dublin3

 

dublin4

 

Enfim, tive a impressão que Dublin não tem horário comercial definido rsrs.. Afinal qualquer hora do dia tem gente causando, bebendo e se divertindo.. Inclusive muitos brasileiros me disseram que é preciso foco pra morar lá, senão você mal aprende inglês, gasta toda a grana em balada e acaba não visitando cidade ou país vizinho algum.

Preciso provar? Então olha o que presenciei em plena 4 feira a tarde, em horário comercial
Se liga nesse vídeo

Isso foi um grupo de torcedores de Rugby do País de Gales, que naquele dia jogou um clássico, e saíram nas ruas pra comemorar o resultado.
Perceba que filmo bastante as pernas das meninas, porque eu estava espantado com a ausência de frio delas.. Repare nas nossas roupas e compare com as meninas, de chorar.

Ao meu lado esquerdo tem um anãozinho no vídeo, vestido de Leprechal, ícone do país. E acreditem: é brasileiro!! Até brinquei dizendo que é o primeiro Leprechal mineiro do Mundo….rs Eeee Minas Gerais..kkkkk

 

Após essa estadia rápida na Irlanda voltei pra Barcelona no dia 07/02/2012 e achei um apartamento para morar em dos dias! Nada é por acaso. Mas essa história fica para outro post.

P.S.: Repare também que não falei nada sobre pontos turísticos, restaurantes e essas coisas… Mal lembro o nome dos castelos e lugares que fui! Mas garanto que eram lindos (hahahaha).. Mas essas coisas vocês acham em qualquer site normalzinho de viagens… Kkkk

dublin9

 

 

 

Bain sult as Éirinn
(Aproveite a Irlanda)
bjobjo

k

Tagged , ,

Bruxelas sem expectativas

“Com uma mochila cheia de tralhas nas costas e um desejo surreal de passar por dezenas de cidades e países em um curto período de tempo, confesso que não fui muito preparado para conhecer a Bélgica.
Era pós reveillon, dia 2 de Janeiro se não me engano, peguei um voo de Roma pra Bruxelas e a única coisa que eu sabia era o endereço do Hostel “Sleep Well”(reservado uma noite antes).
Não estava muito preparado (informações sobre o país, sua cultura, os lugares mais interessantes para visitar, etc..) mas claro, no final tudo saiu perfeito, contrariando todas as recomendações de planejamentos prévios, né Gabi??
 
bruxelas10
 
 
O Hostel era super bem localizado, numa espécie de “rua calçadão” (uma Hambla da vida), lotada de pessoas…
Nos quarteirões próximos ao Hostel estava todo o centro tradicional e seus belos prédios e praças históricas, como o Museu Real de História.
 
Pois bem, lá fui eu e um amigo pro rolê. De muito importante na cidade há apenas 2 “monumentos”: o Manneken Pis (menino mijão) e o átomo.
São duas atrações distintas.
 
O Manneken Pis é uma pequena fonte de bronze de um menino urinando. Alguns ficam desapontados com o tamanho dela (apenas 30cm) Rolam histórias de que foi inspirada em um menino que urinou em uma árvore durante uma batalha, e assim espantou os inimigos e simboliza coragem. Também dizem que a verdade é que o seu criador ironizava a necessidade de água potável no local naquela época. A Gabi também me contou que o menino tem mais de 800 roupas e que em datas especiais é possível encontrar ele vestido, mas quando eu vi ele estava peladão mesmo.
Mas as roupas não são nada convencionais, dá uma olhada: http://izismile.com/2011/06/02/the_outfits_manneken_pis_wears_13_pics.html
 
bruxelas5
 
O átomo por sua vez é o inverso do menino.
O menino está dentro da cidade, no centro. Já para ver o átomo, tive que me deslocar de trem. Não sabia o que esperar e isso tornou o rolê maravilhoso. Ele foi construído em 1958 e representa um cristal elementar de ferro ampliado 165 mil milhões de vezes, com tubos que ligam as 9 partes formando 8 vértices (??????Cuma?????) isso mesmo, sabe- se lá o porque isso vira monumento..
 
bruxelas7
 
 
 
 
Mas o átomo é gigante, um monstro no meio de vias arborizadas. Lindo. O tamanho chama muita atenção. É impressionante.
Foi uma surpresa, na verdade de Bruxelas inteira. Como não sabia nada sobre a cidade, fui sem expectativas. E foi sensacional, me surpreendi com tudo (até com o menino mijão em miniatura, rs).
 
bruxelas6
 
 
bruxelas8
 
O chocolate e as centenas de tipos diferentes de cerveja são outras atrações bem características da cidade. Fui num bar famosíssimo chamado  Délirium Café, que serve mais de 2000 tipos de cerveja e não tem nada além de amendoim (grátis) pra comer…Mas ninguém conhece pelo nome eu acho, é o bar do elefante rosa, símbolo da cerveja que dá nome ao bar. Foi lá que conhecemos 2 meninas holandesas (noite longa aquela, divertidíssima aliás).
 
 
 
 
bruxelas12 bruxelas14
 
 
 
bruxelas13
 
Ah e claro, as mulheres. Simplesmente as mais lindas da europa, sem dúvida (ao menos dos locais que eu visitei). De verdade, loiras maravilhosas e de olhos claros, de impressionante beleza..De assustar..
E todas usam aquelas botinhas do Alf (o E.Teimoso, sabe?) kkk Naquele inverno de 2012 era moda, rs Todas usavam..kkkk
 
bruxelas9
 
Ah, outra coisa, vc vai ver o tim tim pintado nas paredes de todas as ruas. Eles se orgulham muito de sua “criação nacional”…
 
bruxelas1
 
 
 
 
Fiquei poucos dias mas o resumo da minha passagem por Bruxelas é:
Encontrei uma cidade surpreendente, chocolate incrível, cervejas que só se encontram lá e as mulheres mais bonitas da Europa.
Faça como eu, não espere ver em Bruxelas algo como Paris ou Londres.. saiba controlar sua expectativa. Desta forma garanto a você uma viagem inesquecível..”
 
bruxelas4
 
Caio
Tagged ,

Programa diferente em NY

Se você está procurando alguma coisa um pouco diferente dos museus e shows de nova york, eu recomendo (muito, muito mesmo) que você vá assistir um jogo de basquete. Tudo bem, nem é um programa tão diferente assim… Lá mesmo onde eu fui estava cheeeio de brasileiros.. Mas brasileiros adoram esportes e a verdade é que estamos espalhados aos montes pelo mundo todo.

Bem, a primeira coisa que você deve saber é se terá algum jogo no período que você estará na cidade. Nesse caso, não dá muito para escolher time e tal.. A gente só tinha uma opção, então era pegar ou largar.

Então para a programação de jogos acesse: http://www.nba.com/gameline

Lá você pode procurar por data ou por time. Os times de Nova York são o NY Knicks e o Brooklin Nets.

Image

Essa ideia surgiu do meu sobrinho. Ele queria companhia para ir ao jogo e eu achei a ideia fenomenal. Mas como estávamos com a minha mãe, minha tia e minha sogra (avó dele) tínhamos primeiro que arranjar um programa para elas para depois seguirmos para o jogo. E por isso deixamos para comprar o ingresso uns dois dias antes do jogo e, para minha surpresa, o jogo estava mais barato do que anteriormente (vale lembrar que era começo de temporada e talvez a procura estivesse menor). Pagamos algo em torno de $90 por um lugar que parecia longe.

O jogo era Brooklyn Nets x Los Angeles Lakers. Eu decidi que torceria para o Lakers e ele para o Nets, as torcidas ficam misturadas e não faz a menor diferença. Chegamos ao Barclays Center e, nossa, é lindo! Sem comparação com as minhas idas ao Pacaembu.

Image

Quando achamos as nossa cadeiras eu fiquei surpresa ao ver que o nosso lugar, apesar de ser longe, era óóóóótimo!! Uns dez minutos depois do jogo começar e eu já tinha mudado de ideia, estava torcendo pro Nets. Eu nem imaginava que eles tinham um dj no jogo e toda vez que o Brooklyn Nets atacava o dj tocava uma música bem animada e quando eles perdiam a bola, na mesma hora, a música parava e o dj colocava a música pra a plateia gritar: DE-FENSE !

E quando a bola saía da quadra ou alguém pedia tempo.. era a minha alegria! kkkk Surgia uma “apresentadora/animadora” que jogava camisetas e o dj colocava música para dançar e as pessoas apareciam no telão rebolando!!

Image

ImagenImageImageImage

(Se você é homem e ainda não sabia como convencer a sua mulher a ir ao jogo com você, tente o argumento do dj, você terá mais chances assim!)

Ai que incrível! Na metade do jogo comemos um hot dog ridiculamente caro, como em todo lugar fechado.

Ah e para quem, como eu, anda com a câmera para todos os lados.. se você tem uma câmera com uma lente bacaninha saiba que eles te pedirão para guardá-la.. mas você pode tentar a sorte e continuar fotografando e filmando como eu fiz :)

Bom, concluindo o jogo foi super disputado o que só aumentou a graça e o Brooklyn Nets perdeu por pouco!

Amei! Todo mundo deveria ir!

PS.:
Uma curiosidade (e uma reflexão idiota – caso não queira ler os dois próximos parágrafos sinta-se a vontade) que aprendi durante a viagem. O Brooklyn Nets foi fundado como New York Americans, e então se mudou pra New Jersey e virou New Jersey Americans. Mais uma vez voltou para Nova York e virou New York Nets. O time voltou, de novo, para New Jersey e de novo para Nova York.. foi quando, enfim, mudou-se para o Brooklyn e ganhou estádio novo e nome novo, again. Brooklyn Nets.

Existiram mil motivos para todas a mudanças de endereço e de nome, mas o que eu, na minha profunda ignorância do esporte, não entendo é como um time muda de nome, dono, cidade, estádio, jogadores e continua tendo a mesma torcida?? Nesse caso a torcida torce pra quem ?? Isso sai como um desabafo. Sim, porque sou esposa de um (mais um) torcedor doente do Corinthians e depois de ver o time mudar todos os jogadores, técnico, comissão e sei lá mais o que.. eu entendo que o meu marido é doente e fiel pelo nome do Corinthians, porque afinal é a única coisa que não muda… mas já nesse caso… Tá, voltei.

Tagged , , , , , ,

Marrakech

Sempre sonhei em conhecer a África…
Desde as aulas de história na escola, quando tentava entender o porque um continente imenso e bem no meio  das rotas marítimas dos grandes centros comerciais não vingava, não se desenvolvia..  A exploração é marca histórica da África, desde sua “colonização”.
marrocos1
marrocos6
Imensas florestas, animais dos mais diversos, mamíferos gigantes, mini formigas assassinas, safaris, miséria, pesquisadores.. Tudo isso faz parte de um imaginário que define a África.. Mas na minha opinião de nada adianta imaginário, temos que ir in loco viver a experiência de sentir o local.
marrocos7
A África que eu escolhi é bem diferente desses conceitos mal estabelecidos sobre o continente.
Marrocos, mais precisamente Marrakech, uma cidade no meio do deserto, seca, com um calor médio de mais de 40 graus, onde as pessoas vestem roupas sociais e burcas, tomam chá quente a todo hora do dia, convivem com animais silvestres normalmente (cobras, camelos, macacos, tartarugas..) e fazem pinturas na pele (as mulheres pintam as mãos).. Uma cidade que tem o centro fechado por muros (Medina), e alguns palácios que parecem miragens, pois possuem largos jardins floridos e muita água em um cenário tão seco e quente…
marrocos12
Fui sozinho e me hospedei no Hostel Riad Massine II (50 Derb Sidi Mohamed L’Haj – Bab Doukala 40000), dentro da Medina.
De lá ia caminhando para os lugares históricos, tanto dentro quanto fora dos muros.
Uma grande dica é jamais tomar água da torneira, POR NADA, assim como usar protetor solar e evitar mostrar-se perdido, pois de 5 em 5 passos aparece um marroquino local querendo guiá-lo e/ou levá-lo para as lojas onde ele recebe um troco por cada turista que conseguir arrastar….rs….
Se você como eu não fala francês então, melhor sair com tudo já planejado porque a maioria das pessoas só fala francês.. além do bereber e árabe, claro… alguns falam espanhol também, poucos, para atender melhor os turistas e vender mais…
Se falar francês conseguirá negociar ainda mais os preços, que jamais são os anotados no produtos… paga-se somente 20% do valor pedido inicialmente, e olhe lá..
Outra coisa: Para não arriscar, não fiquei comendo em qualquer lugar, ou qualquer coisa, pois os temperos são muito fortes, o calor frita a cabeça e a água, como falei, não é nada confiável.. Minha solução foi comer sempre o café-da-manhã do hostel reforçado, carregar algumas frutas ao longo do dia (sempre com a garrafa de água comprada) e quando comia era algo como um kebab, algo que já conhecia bem dos tempos de espanha e londres, logo sabia que meu estômago não estranharia…
marrocos13
marrocos11
marrocos9
marrocos8
marrocos10
marrocos5
Se tiver tempo aproveite para fazer o passeio no deserto, e passe lá uma noite.
Compre bem, pois tudo em Marrakech é barato, visite os palácios, mesquitas, mercados de rua e lojinhas de produtos locais.
Tudo encanta pelo perfume, colorido, sabores, detalhes e peculiaridades culturais que espantam..
É maravilhoso e chocante ver tanto contraste com o nosso Brasil.. A aridez impressiona..
marrocos14
marrocos4
Quer ver mais? :
Tagged ,

La Candelaria, Bogota, Colombia

Originally posted on toemail:

Street Art in Bogota

Street art outside a cafe in La Candelaria, Bogota’s old town, in Colombia. The woman is holding up a sign saying “nadie gana” (- nobody wins) below a game of noughts and crosses.

toemail, toes, feet, photography, La Candelaria, Bogota, Colombia

Interesting image!

Check out R-Incarnation !

View original

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 995 other followers